O Rio de Janeiro continua lindo!

fodase.jpg

O governador em exercício, Francisco Dorneles, decreta estado de calamidade pública no Rio de Janeiro a menos de 47 dias do início dos jogos olímpicos.

O estado de calamidade pública é o nível mais grave de atenção possível em âmbito municipal ou estadual. Normalmente ele é usado quando o desastre é grande demais para que o município ou estado resolva por conta própria. O termo “desastre”, neste caso, se refere especificamente aos eventos adversos, naturais ou provocados e que causem danos humanos, materiais ou ambientais. Sendo assim, a Defesa Civil Nacional, vinculada ao Ministério da Integração Nacional, é responsável por socorrer financeiramente os estados e municípios vítimas de tais desastres.

Não é de hoje que o Rio de Janeiro está totalmente falido e afundado em um profundo mar de lama. A cidade está um verdadeiro caos, a segurança pública está totalmente prejudicada, as polícias civil e militar completamente sucateadas, a educação banalizada, os servidores com salários atrasados, os professores explorados, afrontados e humilhados meses a fio, a saúde pública absolutamente afetada, os serviços públicos essenciais comprometidos e a infraestrutura urbana esculhambada. Como se não bastasse, o estado conta ainda com uma dívida pública atual de aproximadamente 19 bilhões de reais e não tem como honrá-la.

A decisão do governo em decretar o estado de calamidade pública – e assim captar cerca de 3 bilhões de reais para dar continuidade aos eventos olímpicos dentro do cronograma programado – apenas prova que não é necessário acontecer um desastre natural de grandes proporções para que decisões arbitrárias como essa sejam tomadas. Isso nos leva a constatar que não há desastre maior para a população do que o próprio governo, seja ele de esfera municipal, estadual ou federal. O Estado existe para nos escravizar! Você ainda tem dúvidas disso???povo-burroConclui-se, portanto, que, nesse caso, as aparências são mais importantes do que a assombrosa realidade que nos salta aos olhos. Ao que tudo indica, o ônus de mais esse prejuízo será novamente enfiado reto adentro do pacato cidadão contribuinte que, cabe pontuar, estará de verde e amarelo prestigiando a tão esperada olimpíadas do cocô. Ademais, como se não bastasse a tamanha falta de brio próprio, o extasiado e ébrio torcedor brasileiro gritará entusiasmado do conforto de seu sofá: “É ouro! É ouro! É ourooooooo!!!”, “Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor!!!”

Eu acho isso ma-ra-vi-lho-soooo!

Vocês têm a desgraça que merecem, seus trouxas!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s