A grande farsa do estupro coletivo.

estupro

Recebi nas últimas 12 horas pelo menos três mensagens privadas perguntando se eu estava contente com o caso da menina estuprada numa favela do Rio de Janeiro, uma delas me chamando inclusive de monstro insensível. Bom, essas indagações – diga-se de passagem, pertinentes – merecem uma luz um pouco mais intensa e direcionada.

Primeiramente, acho desnecessário dizer que sou contra qualquer forma de violência física e psicológica, especialmente por motivações sexuais. Todavia, sou a favor da castração química para estupradores e pedófilos e prisão perpétua para ambos,  legalização do porte de arma para legítima defesa pessoal e redução da maioridade penal.

A repercussão que este evento alcançou e a histeria coletiva que causou, especialmente por parte das feministas militantes de plantão, são quase idênticos àqueles provocados pelo episódio da gaúcha que chamou o goleiro Aranha de “macaco” – atento aqui para a repercussão do caso especificamente e não para o ato em si –, mudando apenas o modo como foram registrados e veiculados pela grande mídia.

Ao contrário do primeiro evento, no qual ficou evidente o intuito da ofensa por parte da torcedora do Grêmio, esse suposto estupro não apresenta uma sequência de acontecimentos muito precisos, tampouco que consigam defini-lo de forma conclusiva como um estupro coletivo. A própria polícia, dada as circunstâncias, elementos envolvidos e outras evidências que contradizem a versão divulgada pela grande mídia, afirma que ainda não é possível definir uma linha de investigação e ressalta que não se pode afirmar que houve estupro. Já o chefe da Polícia Civil, delegado Fernando Veloso, antecipa que laudo pericial poderá contrariar senso comum. Todavia, os quatro suspeitos já identificados terão seus mandados de prisão temporária expedidos pelo crime de distribuição de material pornográfico envolvendo a jovem, mas não por estupro! (ver artigo 241-A do ECA ).

Curiosamente, a própria mãe da jovem, em reportagem concedida ao programa Conexão Repórter, do SBT, relata que procurou ajuda do Estado para tentar colocar a filha em algum programa de recuperação de viciados em drogas, mas sem sucesso. Há ainda a declaração de que a jovem mantinha um relacionamento amoroso com um dos acusados e normalmente frequentava as rodas de bailes funks geralmente acompanhada dos criminosos mais perigosos da comunidade. Ao que tudo indica, era comum a participação dela em eventos regados à drogas, álcool e sexo em grupo. Não obstante, além das fotos que circulam pelas redes sociais mostrando a jovem ostentando armas de grosso calibre militar e prints de conversas registradas no seu aparelho celular, surge ainda um ÁUDIO que talvez seja a mais reveladora de todas as evidências já coletadas até agora: A de que não houve nenhum crime de estupro coletivo!

(veja também link 1, link 2, link 3, link 4, link 5, link 6).

É sabido por muitos que existe uma espécie de Magna Carta do tráfico que serve como um código de conduta para todos os moradores das favelas. Consta neste código um dos mandamentos que, dentre os demais, talvez seja o mais temido e respeitado de todos. A sua violação implica, sobretudo, na imputação da penalidade máxima de execução sumária e inegociável do infrator: A saber, o crime de estupro.

Convido o leitor a fazer agora uma reflexão junto comigo: você acha mesmo que aqueles indivíduos seriam suficientemente estúpidos de cometerem um estupro coletivo e ainda filmarem e exibirem suas imagens nas redes sociais sabendo que seriam executados logo na manhã seguinte? Ora! Esse é o tipo de pergunta que até mesmo uma criança de cinco anos saberia a resposta!

Pitty
Acontece, caro leitor, que esse caso, por um aborto do destino, acabou ganhando os holofotes da mídia internacional. Logo, desfazer todo o circo midiático que foi armado em cima desse escândalo seria ainda mais desastroso do que culpar trinta supostos estupradores por um crime que não aconteceu, afinal, mais importante que o fato é a versão do fato, ademais, a população, ávida por justiça, uma vez que toma conhecimento de tamanha barbárie, exige uma resposta rápida e eficiente das autoridades competentes.

Paralelo a isso, esse grande mal entendido pode ser ainda muito vantajoso para esquerda quando capitalizado estrategicamente, servindo assim de combustível para inflamar a velha chama da luta do “eles contra nós”, sobretudo, aumentando consideravelmente as verbas e recursos que são destinados para as fundações, secretarias, associações, colegiados e tantas outras milhares de ONGs que sobrevivem da desgraça alheia. Sendo assim, mesmo que a própria polícia conclua definitivamente que todo esse evento não passou de um grande equívoco as bandeiras feministas continuarão hasteadas e flamejantes negando a cintilante realidade dos fatos!

Ora! Se existe nessa história algum estupro coletivo então ele certamente se configura na tentativa de violentarem a integridade do nosso senso crítico!

13268325_267967506882535_2851633043258699740_o

Por fim, a esquerda que promove a hiperssexualização do público infanto-juvenil, que fomenta a violência por meio do desarmamento da população e que garante a manutenção da impunidade pela não redução da maioridade penal é a mesma esquerda que se escandaliza histericamente com os efeitos colaterais das bandeiras que ela mesma defende. Se existe alguma forma de “cultura do estupro” no nosso meio então ela se manifesta da forma mais óbvia e absoluta nas letras de funk, o qual é veementemente defendido, massivamente difundido e absolutamente cultuado pela nova esquerda cultural usurpadora da cultura histórica do país. Dizer que a “cultura do estupro” se perpetua sob as mais variadas formas de poder patriarcal – até mesmo num ingênuo comercial de desodorante –, ao passo que se promove abertamente a promiscuidade desse gênero musical, é assinar com letras garrafais um atestado de canalhice!!!

Assista aos meus videos comentando o caso: video 1, video 2, video 3, video 4

Veja também: Delegada pede anulação de prisão temporária dos acusados de estupro coletivo.

Assista também ao video do advogado Leonardo Pantaleão. Obs: Embora o video dele não corrobore com a minha percepção sobre o caso, foi uma das abordagens técnicas mais completas e imparciais que consegui encontrar no youtube acerca do caso. Indicação válida, sobretudo, para tornar o debate mais rico e democrático.

Anúncios

291 comentários sobre “A grande farsa do estupro coletivo.

  1. Tanto o texto quanto a maioria dos comentários, mostram o quanto ainda precisamos melhorar para sermos uma sociedade mais moderna. Me admira a grau de imbecilidade. Infelizmente é assim que são os formadores de opinião em nosso país. Acorda Brasil!…..

    Curtir

  2. Ele e safada mesmo e puta e gosta de dar pra vários em so noite como falam os amigos dele e fala tudo isso por droga e dinheiro ai depois que faz ai para nas redes sociais que alguém sem saber do verdadeiro acontecimento denucia ela fica com vergonha e enventa um suposto estatuto em ja tirei a conclusão ao ver o vídeo e acompanhar toda a historia agora devem anuciar a verdadeira história e deixar os inocentes que são suposto estrupadores em paz ne

    Curtir

  3. Querido, a mídia em geral de assuntos como este para gerar ibope, portanto sua justificativa de “mídia esquerda” não tem nada a ver! Sempre que surge assuntos como este, todo aparato midiático quer tirar o seu quinhão, inclusive pessoas como você, que presta este tipo de desinformação.

    Curtir

  4. Na verdade… Ela estuprou os caras e ao se ver ostentada nas redes sociais não encontrou outra maneira de se justificar a familiares e vizinhos senão acusa-los e fazer se passar por vítima… Obviamente, com os diversos movimentos feminazis, a mídia abraçou a causa!!!

    Curtir

  5. Isso não é uma farça, o negocio é muito serio eu acho que algum deles já estão pagando com a vida lá no morro. por mais que ela tenha sido amigas deles. se foi traição. uma garota que trai um vagabundo do morro. é punida com estupro ou é morta. só quem intende isso é quem mora ou quem já morou em favela.

    Curtir

    1. Nada a ver isso q vc disse,se fosse apenas traição o cara no caso namorado dela se ele fosse do crime mataria ela é não estupraria,quem mora em favela sabe q ngm é a favor d estupro pq sendo assim correriam pelo errado e não pelo certo.Ela é safada msm como já foi mostrado prova nos áudios,concerteza mulher nenhuma merece passar por esse tipo d situação mais se ela quis já é outra conversa,agr o q não é certo é tirar a vida de ngm pq só Deus pd dar e tirar a vida,um dos mandamentos é”Não matarás”

      Curtir

  6. O Mundo esta totalmente desamparado por aqueles que se dizem cuidar do povo e com esta bagunça qualquer pessoas, qualquer meio de comunicação pode ludibriar a população a fazer o que eles querem a alguns dias atrás esta mesmas redes sociais colocaram os dois pés do Brazil no caixão não era mais facil todos se ajudarem para sairmos desta faze ruim – assim sendo estamos refém da Midia se manda e podem ter certeza este é o fim do ser humano nesta vida se continuarem usando para se promoverem. Um Fato em minha cidade de poucos habitantes desconfiaram que um menino de 18 anos tinha estuprando uma jovem o boato coreu e o menino foi morto a pauladas – em seguida depois da barbárie se descobriu que ele não tinha estuprado ninguem.

    Curtir

  7. Sem duvida a mídia quer se valer deste caso pata ganhar mais audiência. Não sr pode desmintir mesmo está farsa pois os falsos entendidos de tudo ficarão revoltados.

    Curtir

  8. O problema é que voltaram todo o foco para esse acontecimento,que pra mim e pra muitos que moram em favela e normal !!!!
    Bacanal todo dia tem no mínimo uns 20 por dia com meninas de outras áreas ou até mesmo da favela,isso é normal !!!!

    O que me assusta é que a 3 semanas atrás todo mundo queria o afastamento dos lobos do poder, e com isso ngm fala mais nada !!!!!

    Michel temer assumiu interinamente e já mandou muita gente embora,diminuiu a verba para a cultura !!!!!

    Os professores ainda estão de greve sem salários,as escolas não tem mantimentos,os hospitais cada dia falta acaba alguma coisa e não tem previsão para abastecimento!!!

    Acho uma piada tomo mundo falando de uma menina que se envolveu em um “baca” e esquecendo do que realmente importa o nosso país !!!!!

    A mídia quer isso mudar o foco !! Olha quantas já foram estrupas e mortas e ngm fala a mídia está manipulando todo mundo !!!!!!

    Vamos nos importar com o nosso país para que essas coisas não volte a acontecer ACORDA BRASIL !!!!

    Curtir

  9. Gente, se ela queria fazer sexo com vários homens e eles aceitaram mesmo sabendo que ela é menor de idade o problema é só deles, porém com ela desacordada e sem qualquer reação aí é estupro sim.

    Curtir

    1. Descordo.Ela tava totalmente drogada como ela ia reagir?A própria amiga diz q ela sempre fez isso e só falou q foi estupro p tentar se justificar com a família pq ficou com vergonha depois q td foi visto pelo mundo inteiro.Ta mais do q claro q ela quis e ponto.Tem áudio gravado com ela msm dizendo q tava “louca de balinha” e q tava com uma vontade louca de transar.Estupro é uma coisa horrível p qlq pessoa mulheres crianças não importa c qm e td indica q ela quis ainda falou q ia transar com 50 p bater o recorde.

      Curtir

  10. Somente ela teve o q mereceu pq já teve um filho bem nova disse q ia pra festa e depois disse q a Mara dela era dar pra 30 q mais o q por isso q ela levou foi rolar msm pq se ela fosse a “vítima “duvido q os caras sendo oq eles são vao gravar um video desse e postar sabendo q ia mancha a reputação deles na sociedade e na família pense bem ela q é a safada pirangueira puta rapariga vaga pq vinda ela não tem postava foto cm arma de alto calibre q oq mais ……..✌👌

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s